Os 5 Alicerces

As práticas mencionadas proporcionam trabalhar com os aspectos  citados a seguir, desenvolvendo aspectos físicos, mentais e energéticos, inerentes à nossa natureza.

O Relaxamento

  
O relaxamento é uma técnica que busca desfazer as tensões físicas, mentais e emocionais. Em estado normal, o organismo humano permanece isento de qualquer tipo de tensão, mas através do dia-a-dia adquirimos tensão de várias origens. Em alguns casos as tensões são originadas a partir de pensamentos e emoções omitidas e reprimidas de forma que se torna imperceptível. 

 

As tensões, de modo geral, podem afetar as fibras musculares provocando várias alterações metabólicas e ainda doenças. Para que as tensões sejam perdidas, a técnica de relaxamento é bastante indicada, já que diminui ansiedade, aumenta o autocontrole, auxilia na percepção dos músculos tensos e ainda melhora o estado energético do organismo.

Para fazer um exercício de relaxamento é importante estar em um ambiente tranqüilo e com roupas leves que não impedem a movimentação de todo o corpo. Na saúde corporal, as técnicas de relaxamento conseguem diminuir a pressão arterial, a insônia, melhora o sistema imunitário e retarda o envelhecimento.


A Respiração


A respiração está intimamente relacionada com a mente. Quando nos concentramos com intensidade em algo a respiração fica inconscientemente suspensa. Quando nos afligimos por medo ou raiva a respiração se torna irregular e rápida.Isso demonstra como respiração e mente são interdependentes. Podemos dividir o ato da respiração em inalação, retenção e exalação.

​   

Nas práticas usamos, na maioria das vezes, o que é chamado de respiração abdominal. Significa inalar o ar mantendo o abdômen relaxado, assim o diafragma se move para baixo, levando mais ar para os pulmões, e na exalação ele se move para cima, auxiliando o processo. A maioria das pessoas respira expandindo o peito, a chamada respiração peitoral, que é menos energizante.
   

A Meditação

   
A prática da meditação é um caminho para diminuir a ansiedade e ficar mais relaxado. O exercício meditativo ajuda a distinguir sentimentos, crenças e pensamentos, contribuindo para fazer escolhas melhores e mais conscientes ao longo da vida.

    

A meditação é uma prática que, através de um conjunto de técnicas, busca treinar a focalização da atenção. Sua origem é muito antiga, remontando às tradições orientais, especialmente a ioga e o budismo, mas o termo também se refere a práticas adotadas por algumas religiões, como o cristianismo, o judaísmo, o islamismo, o taoísmo e o xamanismo, entre outras.

   

A meditação pode ser praticada por diversos motivos: desde o simples relaxamento até a busca pelo nirvana (No Budismo, Nirvana é o estado de libertação do sofrimento). Muitos praticantes da meditação têm relatado melhora na concentração, consciência, autodisciplina e equanimidade.
    

Movimentos Conscientes

    
Mediante a prática diária dos exercícios podemos eliminar a rigidez e a tensão, podemos reaprender a nos mover livre e naturalmente, com todo o corpo interligado, tanto estrutural como energeticamente. Podemos nos tornar nós mesmos.

O primeiro passo é aprender e recordar os movimentos exteriores. Depois aprendemos a usar a energia em cada movimento. Fazemos então cada movimento coordenado com a respiração, com a atenção plena, de forma relaxada, sentindo nosso corpo e nossa mente. Podemos dizer que fazemos então meditação em movimento. Podemos fazer isto em todos os momentos de nossa vida. Trabalhando no jardim ou no emprego, caminhando nas ruas ou esperando em filas, vamos estar em harmonia.
   

Fluxo Energético

     
Chi Kung (ou Qi Gong)  é um termo de origem chinesa que se refere ao trabalho ou conjunto de exercícios de cultivo da energia vital (Chi). Estes exercícios têm a finalidade de estimular e direcionar a circulação de energia Chi (ou Qi), no corpo.