neidan posturaarvore2.jpg

A Postura da Árvore - Zhan Zhuang
(ou Abraçar a Árvore ou Os Três Círculos)

Zhan Zhuang é um estilo de Qigong (Chi Kung) baseado em uma série de posturas estáticas, e com uma prática pessoal dedicada, é a chave secreta para uma vida saudável, feliz e alegre. Zhan Zhuang se pronuncia como “jam jong”.


Também é um termo chinês que se refere a uma postura, chamada postura da “árvore ou abraçar a árvore “, já que essa é a imagem que nos vem à cabeça quando olhamos para essa postura.

 

Como é a prática do Zhan Zhuang?

 

Consiste numa prática comum a diversos estilos de Artes Marciais e também utilizado em diversos estilos de Qigong, especialmente em estilos internos (Nei Dan).

A prática deve ser feita diariamente e ela é base de treinamentos. O praticante efetua diversas posturas por vários minutos de maneira aparentemente imóvel e com a atenção no corpo, e na respiração. Toda vez que a mente dispersar, o praticante traz a atenção para a respiração, que deverá ser abdominal, lenta e suave. Deve-se relaxar todo o corpo, o que poderá parecer no início ser difícil, mas com dedicação, disciplina diária e perseverança, aos poucos, o praticante domina cada postura e obtem vários benefícios para a mente, emoções e para o corpo.

Cada postura foi criada com o objetivo de alinhar o corpo e desbloquear a energia estagnada ao longo dos meridianos de acupuntura, espalhados pelo corpo, tanto superficiais como profundos. Na medida em que o praticante permanece por um tempo razoável de 3 a 20 minutos em cada postura, constrói uma mente poderosa e corpo com muita vitalidade.

Para os iniciantes, é recomendável começar com no máximo 3 minutos em cada postura e após isso, dar intervalo entre cada postura de 1 a 2 minutos e sacudir o corpo vigorosamente.

 

Esta prática estimula a vontade interior, serenidade, alegria de viver e firmeza, e também desenvolve o que eu chamo de continuo mente-cérebro-emoções-corpo. O Zhan Zhuang desenvolve o nosso potencial energético interior.

Benefícios do estilo de Qigong Zhan Zhuang:

  • Melhora a nossa imunidade;

  • Torna o nosso sangue mais fluido, melhorando com isso a microcirculação periférica, assim, mais oxigênio vai para os tecidos. Uma boa circulação é essencial para a oxigenação das células e a remoção de dióxido de carbono e de outras toxinas do organismo;

  • Reduz a fadiga e cansaço crônicos;

  • Melhora a qualidade do nosso sono;

  • Reduz estresse e níveis altos de ansiedade;

  • Melhora a postura física.

  • Corrige a postura corporal (estrutura), usando apenas uma estrutura correta e princípios biomecânicos. Podemos neutralizar, desviar ou sustentar uma força muito maior do que nossa própria força.

  • Aumento da força muscular, elasticidade articular e melhora da respiração;

  • Aumentar a consciência / sensibilidade (Ting) em seu próprio corpo e em um adversário em potencial;

 

Como praticar o Zhan Zhuang

A prática real de Zhan Zhuang é tão simples que o praticante pode duvidar do seu valor. Você fica parado. É isso mesmo!

Mas, para ficar parado, você deve primeiro ficar de pé corretamente, no alinhamento corporal adequado.

O corpo é um cilindro natural. A maioria das espécies animais também tem um cilindro. Os cilindros de outros animais são horizontais, sustentados por quatro membros. É muito estável!

 

Nosso cilindro está na vertical. Esta postura ereta libera nossos membros dianteiros para agarrar e manipular a natureza. Mas é mais difícil equilibrar um cilindro vertical em duas pernas do que equilibrar um cilindro horizontal em quatro.

A gravidade está sempre exercendo uma força descendente em nossa postura ereta. Com alinhamento inadequado, os músculos do nosso corpo estão em um constante movimento de malabarismo, na tentativa de manter o equilíbrio. Isso resulta em um dreno constante em nossa energia.

Com alinhamento adequado, a estrutura do esqueleto cria um vaso natural para mantermos e cultivarmos um reservatório de energia que circula pelos meridianos do corpo. O objetivo dessa prática é manter o corpo em uma posição relaxada, estendida e aberta. A mente estará vazia, ativa e alerta.

Embora o praticante possa sentir que é necessário trabalhar para alcançar a postura correta, deve usar o mínimo de esforço ao manter a postura. Mas o relaxamento ocorre depois que se aprende como manter os alinhamentos corretos.

É muito importante lembrar que o praticante não precisa “acertar” no começo. Essa ideia só criará tensão interna, o que inibirá os benefícios dessa prática.

O praticante poderá relaxar e abandonar a prática por um tempo e depois retomar a mesma, mais relaxado. A mente/cérebro/corpo aos poucos vão se adaptando.